Reflexões de Fidel »

O FURACÃO

O FURACÃO

Na última reflexão, assinada na passada terça-feira 26 de Agosto em horas da tarde, quando o furacão Gustav surgiu inesperadamente, coincidindo com a chegada da nossa delegação olímpica, e ameaçava o nosso território, escrevi: Sorte que temos uma Revolução! Está garantido que ninguém permanecerá esquecido… Uma forte, enérgica e previdente Defesa Civil protege a nossa população…  A frequência e intensidade crescentes destes fenómenos naturais demonstra que o clima muda por causa do homem. Os tempos exigem cada vez mais consagração, mais firmeza e mais consciência. Não interessa que os oportunistas e vende pátrias também se beneficiem sem contribuir nada para a segurança e o bem-estar do nosso povo.”

Reflexões de Fidel »

O QUE NÃO FOI DITO SOBRE CUBA

O QUE NÃO FOI DITO SOBRE CUBA

Observei atenciosamente as reacções mediáticas do Ocidente sobre a
minha reflexão do domingo sobre os Jogos Olímpicos na China. Factos
sensíveis incluídos nela foram totalmente ignorados; outros aspectos
eram exaltados ad líbitum pelos defensores da exploração e o saque do
mundo.

Reflexões de Fidel »

PARA A HONRA, MEDALHA DE OURO

PARA A HONRA, MEDALHA DE OURO

Se fizermos uma estatística sobre o número de instalações, campos desportivos e equipamentos sofisticados que acabamos de ver nos últimos Jogos Olímpicos por cada milhão de habitantes: piscinas de natação, de saltos ornamentais e de pólo aquático; solos artificiais para competições de campo e pista, hóquei em campo; instalações para basquete, para vôlei; de águas rápidas para caiaque; velódromos para bicicletas de velocidade, polígonos de tiro, et cetera, et cetera, poderia afirmar-se que não estão ao alcance de 80 por cento dos países representados em Pequim, equivalente aos bilhões de pessoas que habitam no planeta.  A China, imenso e milenário país de mais de 1,200 milhões de habitantes, investiu 40 bilhões de dólares nas instalações olímpicas e precisará ainda de tempo para satisfazer as necessidades desportivas de uma sociedade em pleno desenvolvimento.

Reflexões de Fidel »

Carne para canhão para o mercado

Carne para canhão para o mercado

Talvez alguns governos desconheçam os dados concretos, por isso, consideramos muito oportuno a mensagem de Raúl indicando a posição de Cuba. Abordarei aspectos que não podem ser tratados em uma declaração oficial, precisa e breve.

Reflexões de Fidel »

A EQUIPA ASSEDIADA

A EQUIPA ASSEDIADA

Os Jogos Olímpicos estão quase a ponto de se iniciarem na China. Há uns dias atrás escrevi a respeito da nossa equipa de basebol. Disse que os nossos atletas tinham uma prova muito difícil e não eram eles os que mereciam as maiores críticas se alguma coisa não corria bem. Reconheci a sua qualidade e

Reflexões de Fidel »

A MENSAGEM DE CHÁVEZ

A MENSAGEM DE CHÁVEZ

Regressou na sexta-feira de sua viagem à Europa. Fê-la em apenas quatro
dias. Voando para o Oeste, chegou às 23h00 a Caracas, quando no ponto
de partida, Madrid, estava amanhecendo. No sábado, ligaram cedo da
Venezuela. Comunicaram-me que desejava conversar por telefone nesse
dia. Respondi que seria às 13h45.

Reflexões de Fidel »

AS DUAS CORÉIAS (Parte II)

AS DUAS CORÉIAS (Parte II)

Em 19 de Outubro de 1950 mais de 400 mil combatentes voluntários
chineses, cumprindo as instruções de Mao Zedong, cruzaram o Yalu e
enfrentaram as tropas dos Estados Unidos que avançavam para a fronteira
chinesa.  As unidades norte-americanas, surpreendidas pela enérgica
acção do país, o qual tinham subestimado, viram-se obrigadas a recuar
até as proximidades da costa sul, sob o pressão das forças combinadas
dos chineses e os coreanos do Norte.  Stalin, que era extremamente
cauteloso, deu uma cooperação muito menor que aquela que esperava Mao,
embora valiosa, através do envio de aviões MiG-15 com pilotos
soviéticos, numa frente limitada de 98 quilómetros, que na etapa
inicial protegeram as forças de terra no seu intrépido avanço. 
Pyongyang foi novamente recuperado  e Seúl ocupado mais uma vez,
desafiando o incessante ataque da força aérea dos Estados Unidos, a
mais poderosa que havia existido.

Reflexões de Fidel »

A ESTRATÉGIA DE MAQUIAVELO

A ESTRATÉGIA DE MAQUIAVELO

Raúl fez muito bem em guardar um digno silêncio sobre as declarações
publicadas na passada segunda-feira 21 de Julho por Izvestia,
relacionadas com a eventual instalação de bases para os bombardeiros
estratégicos russos no nosso país. A notícia se oferecia a partir das
hipóteses elaboradas na Rússia, pela teimosia ianque com a ideia de
montar radares e plataformas de lançamento do escudo nuclear nas
proximidades da fronteira dessa grande potência.

Reflexões de Fidel »

AS DUAS CORÉIAS PARTE I

AS DUAS CORÉIAS PARTE I

A nação coreana, com a sua peculiar cultura que a diferencia dos seus
vizinhos chineses e japoneses, existe há três mil anos. São
características típicas das sociedades dessa região asiática, incluídas
a chinesa, a vietnamita e outras. Nada parecido é observado nas
culturas ocidentais, algumas com menos de 250 anos.

Reflexões de Fidel »

A EDUCAÇÃO EM CUBA

A EDUCAÇÃO EM CUBA

Parece ser que no mundo nosso país é o de maiores problemas na educação. Todos os cabogramas que chegam divulgam informação sobre muitos e difíceis desafios: déficit de mais de 8.000 professores, grosserias e maus hábitos de estudantes, insuficiente preparação; problemas, enfim, de todo tipo.