Notícias »

Denunciam tentativas de sabotar eleições parlamentares na Venezuela

diosdadoO presidente da Assembleia Nacional da Venezuela a, Diosdado Cabello, denunciou que a oposição desse país planeja atualmente ações violentas ante a possibilidade de ser derrotada nas eleições parlamentares deste ano.

A preocupação cresce na oposição e vão tentar prejudicar a paz deste país e gerar fatos de violência, expressou em seu programa Con el mazo dando que transmite a estatal Venezuelana de Televisão.

O também vice-presidente do Partido Socialista Unido da Venezuela afirmou que no seio da denominada Mesa da Unidade Democrática – MUD (coalizão de direita) existem divergências pelas candidaturas às eleições primárias.

Assinalou também que há descontentamento na oposição devido ao destino dos 150 mil bolívares (cerca de 24 mil dólares) exigidos de cada candidato para oficializar sua inscrição.

Assegurou que também geram suspeitas os 900 mil bolívares adicionais que supostamente seriam distribuídos entre os membros da mesa eleitoral.

Esse legislador denunciou que no estado de Táchira (ocidente), militantes do partido social cristão, Copei, promovem mobilizações de professores para impulsionar a matriz de um suposto descontentamento, e incitam a uma greve de transportadores.

Afirmou que o Bandeira Vermelha (oposição) busca fomentar uma greve de educadores em Caracas, com o respaldo da MUD.

O processo eleitoral previsto para o último trimestre deste ano definirá a composição da unicameral Assembleia Nacional (AN), integrada por 167 deputados, entre eles 3 indígenas.

A MUD, conformada por 29 partidos políticos, realizará no próximo domingo um processo de seleção de candidatos a deputados em 38 das 87 circunscrições que existem no país.

(Prensa Latina)

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *

*