Artigos de Interferência

Notícias »

Díaz-Canel: Cuba não renuncia à sua soberania e independência

canel denuncia

«Não somos intimidados por ameaças dos Estados Unidos, isso faz parte da política intervencionista contra Cuba. É deplorável que exortem seus diplomatas a violar o Direito Internacional e as leis dos Estados Unidos. Cuba não renuncia à sua soberania e independência ”, disse o presidente da República de Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, em sua conta no Twitter.

Notícias »

A dupla moral do império

Cuba Cruceros

A nova escalada agressiva do governo dos Estados Unidos em relação a Cuba constitui mais uma reviravolta no bloqueio criminoso econômico, comercial e financeiro contra a Ilha maior das Antilhas, e seus efeitos, sentidos em toda a população cubana, prejudicam um setor da sociedade ao qual o império hipocritamente proclamou seu interesse em favorecer: os trabalhadores independentes.

Notícias »

Linhas de mensagens sobre a Lei Helms-Burton

cartel HB

Informação relacionada: Em 12 de Março de 1996, o presidente dos Estados Unidos da América, William Clinton, assinou a Lei Pública Nº. 104-114, “Lei para a liberdade e a solidariedade democráticas cubanas (Lei Liberdade) de 1996”, conhecida popularmente como Helms-Burton, pelo nome dos seus patrocinadores republicanos: o senador de Carolina do Norte, Jesse Helms e o representante por Indiana, Dan Burton.

Notícias »

Não serão capazes de nos parar: vamos viver e vamos vencer

Medidas TRUMP CUBA

A agressividade da administração Trump contra o nosso país parece não ter fim. Às sanções já anunciadas em 17 de abril e à ativação do Título III da Lei Helms-Burton, na terça-feira somou-se a decisão do Departamento do Tesouro de não permitir as viagens culturais e educacionais de contato com o povo cubano, mais conhecidas como «people to people», e outras relacionadas aos serviços de viagem e transporte, remessas, bancos, negócios e telecomunicações, entre outros.

Notícias »

A Venezuela não está sozinha, seu povo e a comunidade internacional a acompanham

Maduro golpe

O povo venezuelano continua em mobilização, como pediu seu legítimo presidente, Nicolás Maduro, para defender a soberania, paz e a constitucionalidade do projeto bolivariano naquele país, atacado novamente na última quarta-feira, 23 de janeiro, por um golpe organizado e patrocinado pelo governo dos Estados Unidos.

Notícias »

Exigem no mundo fechamento das bases militares estadunidenses

Bases militares

PARA o próximo dia 23 de fevereiro, coincidindo com o 115º aniversário da ocupação de uma parte do território de Guantánamo por uma base naval dos Estados Unidos, várias agrupações pacifistas planejam realizar um grande protesto, em nível mundial, para reclamar o fechamento desse enclave militar.