Notícias »

Convocam a painel em EUA sobre caso dos Cinco

Washington, 5 fev (Prensa Latina) O Comitê Nacional pela Liberdade de cinco cubanos presos nos Estados Unidos convocou hoje a um painel de discussão com prominentes intelectuais para expor a realidade desses homens.

Essa organização, com sede na cidade californiana de San Francisco, realizará o evento no próximo dia 20 na universidade de Maryland com o objetivo de ampliar o conhecimento do caso de Gerardo Hernández, Ramón Labañino, Antonio Guerrero, Fernando González e René González.

Os primeiros quatro lutadores enfrentam severas sanções por dar seguimento a grupos violentos radicados em Miami, desde onde planificam ações como as que nos últimos 53 anos deixaram mais de três mil 400 vítimas em Cuba.

Enquanto, René González saiu da prisão o 7 de outubro de 2011 após cumprir sua condenação de 13 anos, e agora enfrenta um castigo adicional de três anos baixo liberdade supervisionada nessa mesma cidade, localizada no sul de Flórida.

Entre os integrantes do painel figuram Bill Norris, advogado de Ramón Labañino; Kurt Schmoke, ex-decano da faculdade de Direito da universidade de Howard; Brian Becker, coordenador da coalizão pacifista ANSWER, e José Pertierra, advogado para Venezuela na petição de extradição do terrorista Luis Posada Carriles.

A atividade propõe-se, ademais, exercer mais pressão sobre o governo estadunidense para que liberte e permita o regresso a Cuba dos Cinco, como se conhecem a nível internacional.

O Comitê também divulgou uma mensagem de Ramón Labañino, quem relatou o maltrato que recebeu ao ser transladado recentemente, por seu bom comportamento, a uma prisão de baixa segurança de Miami.

De acordo com Labañino, foi enviado ao oco ao todo isolamento quando chegou ao cárcere de Tallahassee.

Graças aos telefonemas de amigos e os gerenciamentos do governo cubano, decidiram sacar desse lugar o 22 de janeiro e levá-lo a FCI Jesup, uma instituição em media segurança em Georgia onde permanece enclausurado atualmente.

“Novamente, a solidariedade e apoio de todos vocês (…) bem como o actuar diligente e rápido da direção de nosso país, de nossos advogados, foi essencial neste novo processo, em que se corrigisse o erro de nos enviar a Miami, e que nossa estadía em condições tão restrictivas e delicadas fosse a menor possível ou , enfatizou o luchador.

Os Cinco foram enjuiciados em Miami no meio de um clima mediático hostil encaminhado a manipular a opinião pública, persuadir ao júri e assegurar que fossem condenados.

 

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *

*