Reflexões de Fidel »

REFLEXÃO SOBRE AS REFLEXÕES

Se as reflexões fossem breves, têm a vantagem de que os cento e doze meios de imprensa estrangeiros credenciados em nosso país que as recebem previamente, publicam partes importantes de seu texto; se fossem extensas, me permitem aprofundar no que desejar sobre determinados conceitos que, na minha opinião, são importantes, para que o nosso povo, protagonista principal perante qualquer agressão, e outros países em circunstâncias semelhantes, disponham de elementos de juízo. Este dilema constitui para mi uma dor de cabeça.

Também me preocupa o espaço que utilizam nas primeiras páginas de nossa imprensa, tão necessário para a atividade cotidiana da nação.

Moral: as dividirei em breves e extensas. Se fossem breves, as reflexões serão entregues com antecedência a todos os meios de imprensa que as recebem; se fossem extensas, não serão entregues com antecedência e publicar-se-ão em qualquer página interior do jornal Granma como órgão oficial.

Se outros meios de comunicação das organizações políticas e de massas o desejarem, podem publicá-las sem sacrificar os seus espaços principais.

O Departamento Ideológico do Partido e o Chefe do Gabinete do Conselho de Estado podem propor qualquer outra variante em casos concretos.

Não iniciei este trabalho como parte de um plano previamente elaborado, senão por um forte desejo de me comunicar com o protagonista principal de nossa resistência à medida que observo as ações estúpidas do império. Agora, igual do que quando estava no que foi chamado de prisão fecunda, sinto um enorme desejo de estudar e meditar enquanto me reabilito.

Fidel Castro Ruz

22 de junho de 2007

18h02

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *

*