Notícias »

Díaz-Canel: «A melhor resposta foi dada pelo povo»

camagueyCamaguey, Las Tunas e Ciego de Ávila receberam a visita de Miguel Díaz-Canel Bermúdez, presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros, para avaliar, juntamente com as autoridades locais, o progresso das medidas destinadas a enfrentar o impacto da escassez de combustível na vida econômica e social desses territórios.

Após visitar as províncias de Las Tunas e Ciego de Ávila, esta cidade recebeu a delegação chefiada por Miguel Díaz-Canel Bermúdez, presidente dos Conselhos de Estado e Ministros, para avaliar juntamente com as autoridades locais, o progresso das medidas destinadas a enfrentar o impacto da escassez de combustível na vida econômica e social desse território.

Com base nas informações de Isabel González Cárdenas, presidenta da Assembleia Provincial do Poder Popular, e nos estados de opinião coletados nos últimos dias, a equipe do governo confirmou a capacidade de resposta dos grupos de trabalhadores e do povo em geral, para chegar à frente. Isso foi demonstrado na diminuição gradual do consumo e da demanda por eletricidade, resultado da aplicação de medidas de economia, demanda e controle em entidades estatais e com a crescente colaboração do setor residencial. Comentou que ainda existem reservas em empresas e organizações para um uso muito mais eficiente e racional dos geradores energéticos, como evidenciado pelo deslocamento fora do horário de pico de várias tarefas produtivas e de serviço.

A província mantém a vitalidade de seus programas e serviços estratégicos, como produção e comercialização de alimentos, geração de itens exportáveis, saúde, educação e transporte de mercadorias e passageiros, entre outros. A produção de laticínios, uma de suas principais linhas econômicas, contribui com mais de 5 milhões de litros acima do plano e, para aumentar esses níveis antes do final do ano, 6.647 caminhões foram ativados em meios de tração animal, aos 171 pontos de refrigeração perto de cooperativas.

Miguel Díaz-Canel Bermúdez explicou que o que aconteceu nos últimos dias no país é o oposto dos propósitos da administração dos EUA: «Mais uma vez o império está errado, porque o que fez foi nos unir mais, nos fortalecer mais , e a melhor resposta, neste caso, foi dada pelo povo».

Ressaltou que «de todas as medidas que foram organizadas, de maneira tão coerente e abrangente em que os territórios trabalharam, em particular Camaguey, tivemos o mínimo de afetações no meio dessa situação e nos reafirma a todos na convicção de que avançaremos com a vergonha e a dignidade da Pátria».


(Granma)

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados. *

*