Notícias »

Ter uma cidade mais bonita e organizada

Diaz Cannel HabanaPARA chegar ao 500º aniversário da fundação da Villa de San Cristóbal de La Habana, a ser comemorado em 16 de novembro de 2019, com uma cidade mais bonita e organizada, foi posto em andamento um extenso programa que abrange os 15 municípios da província e que pretende fazer dessa data um dos eventos mais importantes do próximo ano.

Direcionado fundamentalmente para o desenvolvimento econômico e social da cidade, bem como para fortalecer a identidade, o conhecimento de sua história e o amor de seus moradores, o programa teve início em 2017 e, desde então, diferentes trabalhos de alto impacto social foram realizados, os que resolveram boa parte dos problemas acumulados durante anos nas comunidades e bairros de Havana.

Este e outros temas foram analisados, ​​recentemente, em ma reunião liderada pelo presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, com o Grupo Governamental de apoio à capital, criado em 2012 por acordo do Conselho de Ministros e atualmente presidido pelo vice-presidente do Conselho de Ministros e titular da Economia e Planejamento, Ricardo Cabrisas Ruiz, para apoiar o cumprimento das atividades econômicas e sociais que correspondem a entidades localizadas na província de Havana.

Reynaldo García Zapata, presidente da Assembleia Provincial do Poder Popular, fez um resumo sobre as tarefas que ocupam o Grupo Governamental neste momento, entre as quais destacou a importação de peças para a reparação de elevadores e caminhões coletores de lixo; a substituição e manutenção de equipamentos nos parques de diversão infantis; a instalação de luminárias LED nos parques da cidade; e a incorporação de caminhões com tecnologia moderna para o reparo das estradas.

Especificamente sobre a coleta de resíduos sólidos, García Zapata informou que cerca de 12 mil contêineres são necessários na capital, dos quais cerca de 7 mil são de produção nacional e o restante está em processo de importação, o que amenizaria a sensível questão da lixo em Havana. Neste momento, foi feito um apelo para aumentar o cuidado com esses depósitos.

Mais tarde, o presidente da Assembleia Provincial do Poder Popular fez uma apresentação detalhada do programa para o meio milênio da vila, cuja premissa fundamental é chegar até os bairros com os trabalhos de reanimação e que o povo participe ativamente disso.

«A celebração, disse, não é exclusiva do povo de Havana, porque ela é a capital de todos os cubanos».

Ele mencionou as obras em que se trabalhou, como hospitais, museus, centros educacionais, instituições esportivas, casas, parques, cemitérios, funerárias, casas de cultura, estabelecimentos de alimentação, pontos de ônibus, mercados agrícolas, círculos sociais, bibliotecas, bem como o reparo de redes hidráulicas e estradas.

Ressaltou que o renascimento da cidade continuará, com prioridade nas abordagens derivadas dos processos de prestação de contas dos delegados (vereadores) aos eleitores. Além disso, disse que as entidades precisam garantir a imagem de seus estabelecimentos nas principais artérias da cidade, transformá-las e alcançar a beleza que esteja acorde com a importância da data.

Também insistiu que a melhoria das instalações deveria ser acompanhada de qualidade e bom tratamento nos serviços prestados à população.

Nesse sentido, Cabrisas Ruiz reiterou a necessidade de os moradores de Havana e aqueles que visitam a cidade cuidarem do meio ambiente. Ao mesmo tempo, é necessário incluir nos planos das entidades a manutenção das obras para não recuar no que está sendo feito com grande esforço para embelezar Havana.

Por outro lado, Mercedes López Acea, primeira secretária do Comitê Provincial do Partido, comentou que os trabalhos que estão sendo executados têm como fim resolver problemas sensíveis da população, o que em muitos casos o trabalho voluntário serviu para completá-los.

Também destacou a motivação e o empenho demonstrado pelos estudantes universitários da capital, que fizeram magníficas propostas para enriquecer o programa para o 500º aniversário.

O presidente cubano, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, enfatizou que com esta ação está se materializando a prioridade exposta pelo general-de-exército, Raul Castro Ruz, de que existe um plano do governo dirigido à capital, porque seus problemas vão além do nível provincial e devem ser resolvidos com a ajuda de todas as entidades do governo central do Estado.

Ressaltou que isso deve se tornar um método permanente de trabalho e não apenas por causa da proximidade do aniversário da vila.

Convidou os presentes para determinar claramente quais são as atividades em que a participação da população é fundamental, o que comprometeria ainda mais os habitantes de Havana na revitalização de sua cidade.

«Temos razões suficientes para nos motivar a trabalhar pelo 500º aniversário de Havana», concluiu.

(Granma)

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *

*