Notícias »

Honrarão com cantata em Cuba vida e obra de Vilma Espín

vilma2A Academia de Canto Mariana de Gonitch anunciou hoje um concerto de homenagem à fundadora da Federação de Mulheres Cubanas (FMC), Vilma Espín, para celebrar os 88 anos de seu nascimento.

Para sempre Vilma é o nome da cantata prevista para se realizar em 7 de abril, dia do nascimento da destacada lutadora revolucionária cujo trabalho em defesa dos direitos da mulher foi essencial para reconhecê-los através de ações políticas e estatais.

Ela teve em seu coração um pedaço para cada cubano, assegurou em um intercâmbio com a imprensa o diretor da Academia Nacional de Canto Mariana de Gonitch, Hugo Oslé.

A Heroína da República de Cuba faleceu nesta capital em 18 de junho de 2007, depois de ter sido uma importante dirigente e na juventude uma lutadora que várias vezes arriscou sua vida em diversos campos de batalha para defender uma Revolução na ilha em meados do século XX.

Em homenagem à Espín, se estreará uma obra integrada por três décimas, sob o título de Débora, la santiaguera, pois este foi o nome de luta da guerrilheira antes do Triunfo da Revolução, em 1959.

Uma canção imprescindível em um tributo a esta cubana, segundo considerou Oslé, é El mambí, com versos de Sergio Lavilla musicados por Luis Casas Romero, pois foi um dos temas favoritos da dirigente revolucionária.

Também não faltarão populares temas como La bayamesa; Las claves martianas; La Lupe; La rosa blanca; La cubana es la perla del Edén e Cabalgando con Fidel, entre outros.

Com este concerto no Museu da Revolução, a Academia de Canto que leva o nome de uma eminente soprano e pedagoga russa radicada em Cuba comemorará 10 anos de fundada.

(Prensa Latina)

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *

*