Notícias »

Havana: capital do Direito Internacional Humanitário

cuba reunion  DDHHEM um cenário marcado por não poucas notícias que informam ao mundo do aumento das quantias que sustentam a indústria armamentista, o desenvolvimento de armas letais autônomas e as consequências nefastas da guerra, desenvolve-se em Havana, entre 4 e 7 de abril, o 2º Encontro sobre o Direito Internacional Humanitário (DIH).

No evento, patrocinado pela delegação regional do Comitê Internacional da Cruz Vermelha para o México, América Central e Cuba, e o Ministério das Forças Armadas Revolucionárias, participam, também, oficiais de alta patente e funcionários da Bolívia, Nicarágua, Venezuela e o Equador.

Na primeira jornada – celebrada na quarta-feira, 5 de abril, no hotel Nacional de Cuba, com a participação do chefe do Estado Maior Nacional da Defesa Civil, general-de-divisão da reserva Ramón Pardo Guerra – os principais temas de debate foram as regras para a prestação da assistência humanitária internacional e os efeitos das armas e munições nos conflitos contemporâneos, entre outros.

Ao conversar com a imprensa, Juan Pedro Shaerer, chefe da delegação regional, referiu-se aos desafios do DIH nos conflitos atuais, em meio de hostilidades que se produzem em zonas urbanas, com a utilização de armas explosivas em locais de abundante população e que provocam feridos, pessoas deslocadas e, em muitos casos, a morte.

Shaerer sublinhou a importância de que os exércitos se prontifiquem de forma constante e destacou a experiência da Ilha maior das Antilhas em caso de catástrofes naturais, mediante o trabalho em parceria entre a Defesa Civil e a Cruz Vermelha.

Ainda, ponderou a ajuda solidária da nação com outros países do mundo e pôs como exemplo a luta contra o Ébola na África Ocidental.

«Agradeço a Cuba e às FARs por tornar este evento possível. Temos muitas expectativas para que possa continuar futuramente», disse. E lembrou o primeiro encontro deste tipo, que teve lugar aqui no ano 2015.

(Granma)

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *

*