Notícias »

Chanceler cubano em Nova York para a votação da ONU contra o bloqueio

BrunoO chanceler de Cuba, Bruno Rodríguez, chegou em 24 de outubro ao estado de Nova York, para uma nova votação na Assembléia Geral da ONU acerca da necessidade de levantar o bloqueio estadunidense contra a nação caribenha.

Em 26 de outubro, Rodríguez estará presente na plenária de 193 países, foro onde nos últimos 24 anos a comunidade internacional tem recusado de maneira categórica o cerco econômico, comercial e financeiro vigente por mais de meio século.

O projeto de resolução que se submeterá à Assembléia chama pelo levantamento de sanções unilaterais, cujos danos econômicos a nação caribenha ascendem à cifra de US$753 mil 688 bilhões de dólares, considerando a depreciação dessa moeda respeito ao valor do ouro.

A iniciativa adotada em 2015 contou com 191 países dos 193 votos possíveis, resultado que deixou mais uma vez afastado aos Estados Unidos, unicamente foi acompanhado pelo Estado de Israel, seu aliado.

Ninguém dúvida aqui que o cerco norte-americano voltará a receber, em 26 de outubro, uma contundente rejeição, a partir das críticas que gera nos cinco continentes.

Os últimos dias de setembro, ao redor de 40 presidentes, primeiros ministros e chanceleres aproveitaram a oportunidade de dirigir-se ao mundo, que lhe oferece o debate anual de alto nível da Assembléia Geral, para advogar pelo fim do bloqueio.

A Bolívia, Venezuela, México, Nicarágua, Jamaica, Costa Rica, São Vicente e as Granadinas, Angola, Tanzânia, Vietnã, Laos, a República Popular Democrática de Coréia, Palau e as Ilhas Salomão, entre outras nações, defenderam o fim das sanções de Washington contra Cuba.

(Cubavsbloqueo-PL)

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *

*