Notícias »

Cartagena: o início de uma nova era de paz

Raul ColombiaMinutos depois do meio-dia do domingo, 25 de setembro — hora de Cuba — o presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros, general-de-exército Raúl Castro Ruz, chegou a esta cidade caribenha para participar dos atos que terão lugar por ocasião da assinatura do Acordo Final entre o governo colombiano e as FARCs-EP para a terminação do conflito e a construção de uma paz estável e duradoura.

No aeroporto Rafael Núñez, o presidente cubano foi recebido pela vice-ministra das Relações Exteriores, Patricia Londoño, a qual manifestou sentir-se honrada ao poder dar as boas-vindas a Raúl. E expressou sua “infinita gratidão a Cuba por todos os esforços, por ter sido a sede das negociações e conversações, durante os últimos anos”.

A delegação cubana é composta, ainda, pelo ministro das Relações Exteriores, Bruno Rodríguez Parrilla; o historiador da cidade de Havana, Eusebio Leal Spengler; o embaixador cubano na Colômbia, José Luis Ponce Caraballo, bem como outros funcionários do governo e da chancelaria, muitos dos quais se desempenharam, em diferentes momentos, como garantes na Mesa das Conversações.

Desde sua posição como garante neste histórico processo, cujos primeiros passos foram dados, há quase quatro anos atrás em Havana, Cuba contribuiu ao mesmo, convencida da importância de conseguir uma paz definitiva na irmã nação da Colômbia, e contribuir, assim, ao compromisso de nossa região de se converter em uma Zona de Paz.

Segundo fontes da chancelaria cubana, para o meio-dia da segunda-feira, foi prevista uma cerimônia religiosa oferecida pelo presidente Juan Manuel Santos, na igreja San Pedro Claver, situada no centro histórico.

Na tarde terá lugar o ato protocolar de assinatura dos acordos de Paz, na esplanada de San Francisco, do Centro de Convenções Cartagena de Indias, para o qual têm confirmado sua assistência por volta de 16 chefes de Estado ou de Governo; igualmente, estarão presentes representantes de organismos internacionais e chanceleres de diferentes países.

(Granma)

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *

*