Notícias »

Cuba mostrará experiências em promoção da saúde

cirenAs práticas que Cuba realiza há vários anos na promoção de saúde serão expostas em dois eventos internacionais, que se desenvolverão na capital de 4 a 7 de abril, com a presença de quase 300 delegados cubanos e estrangeiros, anunciou o comitê organizador.

O Palácio das Convenções de Havana é a sede do 2º Congresso Internacional de Promoção da Saúde e a 10ª Oficina Regional de Promoção e Educação para a Saúde no âmbito escolar e universitário, com o fim de trocar ferramentas, metodologias e procedimentos.

A doutora Rosayda Ochoa, presidente do comitê organizador explicou à imprensa que também terá lugar o Simpósio Internacional de Comunicação e a Mostra Internacional de Produtos Comunicativos, relacionados com a promoção da saúde.

Estes eventos são patrocinados pelos ministérios da Saúde Pública e o da Educação e estão focalizados em promover a discussão e a análise desses temas a partir das perspectivas multidisciplinar e multisetorial.

Segundo explicaram outros membros do comitê organizador será estimulada a abertura e integração de grupos e associações profissionais, instituições e organizações públicas, centros de pesquisa e programas, planos e projetos de desenvolvimento local que fomentem a saúde como o bem mais prezado.

Da mesma forma, no dia 4 de abril serão realizados 12 cursos pré-congresso, que terão como sede o Palácio das Convenções de Havana, no Conselho de Sociedades Científicas, a Sociedade de Pedagogos de Cuba e o Centro de Pesquisas Psicológicas e Sociológicas.

Alguns serão ministrados por delegados de outras nações e se fará alusão à prática baseada na evidência e a promoção do autocuidado da saúde.

Entretanto, o ministério da Educação fará propostas sobre a educação ambiental e a saúde para o desenvolvimento sustentável, onde estará a vigilância digital, manifestações de estratégias preventivas.

Representantes do Equador, Uruguai, México, Brasil, Colômbia, Itália, El Salvador, Argentina, Espanha, Chile, Estados Unidos e Cuba estarão reunidos, juntamente com diretivos da Organização Pan-americana da Saúde, o Centro Nacional de Educação Sexual e o Fundo das Nações Unidas para a Infância.

(ACN)

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *

*