Notícias »

Maduro enaltece significação do 4F

Maduro 4fO presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, expressou que o dia 4 de fevereiro de 1992 indicou o caminho e abriu passagem à primeira revolução pacífica e democrática na história da Venezuela.

Em uma transmissão da Venezolana de Televisão, desde o Palácio de Miraflores, em Caracas, onde recebeu a passeata da força chavista que comemora a data heróica, na qual um grupo de militares patriotas, encabeçados por Hugo Chávez, revoltaram-se contra as políticas neoliberais aplicadas pelo governo de Carlos Andrés Pérez, o chefe de Estado expressou: “No 4 de fevereiro foi uma necessidade histórica que abriu os caminhos de nascimento e violentos então, para que na Venezuela se desse a primeira revolução política, social e econômica, pacífica e democrática do século XX e o século XXI”.

O presidente comentou que o dia 4 de fevereiro tem sua explicação histórica, “era o regresso das bandeiras da soberania, de independência, de dignidade (…) foi um grito desesperado daquela geração virtuosa de militares dizendo: ‘Basta a entrega de nossa pátria aos ianques e ao Fundo Monetário Internacional (FMI)’”.

“Ante os caminhos fechados da repressão, assassinato e a imposição do pacote de medidas neoliberais foi que surgiu uma geração heróica e gloriosa, por isso diante do fechamento de todos os caminhos pacíficos para que nosso povo pudesse manifestar sua força, surgiu a geração bolivariana do comandante Hugo Chávez”, manifestou Maduro.

Acompanharam o presidente Maduro a primeira combatente Cilia Flores; o vice-presidente da República, Aristóbulo Istúriz; o vice-presidente para a área social, Jorge Arreaza; o general-em-chefe Jacinto Pérez Arcay; os deputados do bloco da pátria Diosdado Cabello e Darío Vivas, bem como os militares patriotas de 4 de fevereiro de 1992.

Nesse dia de 1992, Chávez falou ao país através dos meios de comunicação social e assumiu a responsabilidade da revolta, ao manifestar que “por agora” os objetivos não haviam sido alcançados. Desde então, a data converteu-se na esperança de uma mudança popular, que se concretizou com sua chegada à presidência da Venezuela em 1999, quando deu começo à Revolução Bolivariana.

(Prensa Latina)

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *

*