Notícias »

O imprescindível é escrever a História

Cuba PensamientoCOM um apelo a estudar cabalmente a História de nosso país, e a defender e divulgar os valores sociais e espirituais da Revolução Cubana, concluiu em 15 de outubro, o Primeiro Simpósio Internacional “A Revolução Cubana: gênese e desenvolvimento histórico”, que se reuniu desde 13 de outubro, no Palácio de Convenções de Havana.

René González Barrios, presidente do Instituto de História de Cuba, assinalou que este evento tem permitido radiografar a Revolução, “e enriquecer nossos olhares com os critérios expressos através dos diferentes trabalhos”. Essa análise crítica é o mais importante para construir um futuro seguro, para desenhar um país sólido, saudável e próspero, manifestou durante as palavras de encerramento.

Acrescentou que este Simpósio foi empreendido desde a ciência histórica, sem triunfalismos nem afã de glórias, apesar de que nosso povo tem motivos suficientes para sentir-se orgulhoso de sua Revolução.

“É a primeira vez que os historiadores cubanos nos reunimos em um evento que tenha por principal sentido a análise da Revolução no poder”, expressou depois à imprensa. “Já levamos 57 anos imersos neste projeto, e acho que é importante estudar a obra que temos construído, que talvez não seja perfeita, mas está cheia de compromisso com a melhoria social, e que tem sido uma obra exemplar para todos os países do mundo”, acrescentou González Barrios.

“Em meio da crise cultural, econômica, política e moral em que se acha o sistema capitalista, pensar em Cuba e seu papel global resulta de vital importância”, expressou, por outra parte, Pablo González Casanova, destacado sociólogo da Universidade Autônoma do México. Acrescentou que de Cuba e daqueles que seguem caminhos parecidos de emancipação humana, dependerá o triunfo de uma revolução armada de ideias, moral e forças de cooperação, disciplina e dignidade.

(Granma)

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *

*