Notícias »

Médicos cubanos atenderam mais de mil vítimas de terremoto no Nepal

nepal_medicos_cubaA brigada médica cubana, que dá assistência às vítimas dos terremotos que sacudiram recentemente o Nepal, atendeu mais de mil afetados por esses eventos sismológicos, informou hoje o diário Granma.

De acordo com o informativo, além do milhar de pacientes atendidos, os médicos do Contingente Internacional Henry Reeve, especializado no enfrentamento a desastres e epidemias, realizaram até o momento seis cirurgias.

“Dhan’yavada” ou Obrigado em nepalês é a frase mais ouvida nos corredores do hospital cubano na cidade de Kirtipur, no distrito de Katmandú, um dos mais afetados pelos terremotos no país asiático, refere-se o Granma ao destacar o trabalho humanitário destes profissionais da saúde.

Conforme com o informe noticioso, o centro inclui serviços muito necessários depois da catástrofe, como uma unidade cirúrgica e outra de cuidados intensivos, possibilidade de diagnósticos (raios x, laboratório semi-automatizado e ultrassom), bem como áreas de consulta, esterilização e reabilitação.

Este grupo do Contingente Internacional Henry Reeve chegou ao Nepal em 12 de maio com o propósito de assistir aos afetados pelo terremoto de 7,8 graus de magnitude que sacudiu a nação de 28 milhões de habitantes em 25 de abril.

Mas no próprio dia 12 de maio produziu-se outro terremoto de 7,3 graus, que transformou a situação, já complexa, em um verdadeiro desastre, segundo comentaram as autoridades nepalesas.

Nessa conjuntura e apesar das diferenças culturais e de linguagem, e à longa distância geográfica que separa Cuba da chamada nação do Himalaia, muitos procuram o auxílio dos colaboradores cubanos com a certeza de que serão bem atendidos.

O reconhecimento à qualidade da medicina da ilha transcende fronteiras de qualquer tipo, comentou a respeito o principal diário cubano.

(Prensa Latina)

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *

*