Notícias »

Nicolás Maduro impulsiona medidas sociais na Venezuela

nicolas-maduroNa semana que passou o presidente de Venezuela, Nicolás Maduro, decretou o aumento de 30 % do salário mínimo de todos os trabalhadores e pensionistas do país, e tomou outras medidas para favorecer à classe operária.

O chefe do Executivo venezuelano encabeçou ontem, em Caracas, o ato central pela celebração do Dia Internacional dos Trabalhadores, depois de assistir à concentração para a data na praça da Revolução em Havana, Cuba.

Frente a milhares de compatriotas, indicou também a instalação dos conselhos populares de abastecimento e produção em cada centro de trabalho e organismo, com o objetivo de enfrentar a guerra econômica que trava a direita com apoio externo.

A concentração celebrou, sobre tudo, a promulgação em abril de 2011 da Ley Orgánica del Trabajo, los Trabajadores y las Trabajadoras (Lottt), elaborada sobre a base de aproximadamente 20 mil propostas da população.

Também nesta semana se cumpriram quatro anos da Gran Misión Vivienda Venezuela (GMVV) sobre a moradia, criada com validade até 2019, quando chegará à cifra de três milhões de imóveis edificados, para benefício de famílias de escassos recursos.

A iniciativa, que faz parte do Plan da la Pátria (2013-2019) do falecido presidente Hugo Chávez, tem o propósito de eliminar gradualmente o déficit habitacional, ao mesmo tempo em que se criam condições para construir 400 mil casas por ano.

Por outro lado, o governo anunciou na quinta- feira que passou medidas para racionalizar o consumo de energia elétrica, frente ao incremento da demanda provocado pelo calor.

Nas últimas duas semanas o país passou de 29 a 35 graus devido as mudanças climáticas, o qual provocou um aumento brusco do consumo elétrico em 500 megawatts.

(Prensa Latina)

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *

*