Notícias »

Cuba envia condolências por ex-dirigente soviético

O presidente cubano, Raúl Castro, enviou uma mensagem de condolência pelo falecimento do ex-dirigente soviético Vitali Vorotnikov, a quem qualificou de amigo entranhável de seu país.

O texto, lido nos funerais do ex-presidente do Soviet Supremo da República Socialista Federativa Soviética da Rússia (Rsfsr), expressa grande pesar pela morte de Vorotnikov, recordado na ilha “com afeto e respeito”.

Recebam minhas mais sentidas condolências e o depoimento de minha consideração, agrega a nota lida pelo embaixador de Cuba na Rússia, Juan Valdés, na despedida de duelo de quem fosse embaixador da desaparecida União Soviética em Havana.

Valdés caracterizou ao desaparecido dirigente como um verdadeiro amigo de Cuba, conseqüente e honesto em todas as circunstâncias.

Vorotnikov foi uma pessoa verdadeiramente unida ao destino das relações entre os nossos povos, afirmou o diplomata.

Disse que Raúl Castro e o líder da Revolução cubana, Fidel Castro, enviaram sendas oferendas florais aos funerais de quem fosse também presidente do Conselho de Ministros da Rsfsr.

Na cerimônia fúnebre, o primeiro vice-presidente da Duma (câmera baixa russa), Ivan Melnikov, destacou o carinho com que se guarda em Cuba a memória e o labor realizado por Vorotnikov durante sua missão diplomática de três anos na ilha.

Ao falar ante dezenas de pessoas, incluídos familiares próximos e colegas de várias etapas da vida de Vorotnikov, Melnikov transmitiu as condolências da direção do órgão legislativo por a morte do destacado político russo.

Quase uma dezena de personalidades marcaram presença, entre eles o ex premiê russo Evgueni Primakov e o expresidente do Soviet Supremo da desaparecida União Soviética Anatoli Lukianov.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *

*