Notícias »

La Colmenita fez vibrar o Bronx

Uma especial comunicação estabeleceu-se na noite entre o grupo infantil cubano La Colmenita e o público que assistiu à apresentação da obra Abracadabra no Bronx, um dos cinco distritos metropolitanos da cidade de Nova York.

A duração da encenação, que se calcula de pouco mais de uma hora, se alargou a quase duas face os aplausos e a insistência de um espectador ávido por continuar desfrutando de toda a energia que espalhavam pelo palco estas “abelhas” conduzidas desde faz 21 anos por Carlos Alberto Cremata.

O teatro do Centro Hostos para as Artes e a Cultura encheu-se completamente, inclusive as capacidades tinham-se esgotado com antecipação .

Este foi o segundo aparecimento do elenco infantil aqui, em uma escala de seis dias, antes de continuar rumo a Califórnia, última parada da gira por Estados Unidos até o próximo 30 de outubro.

Os assistentes ao Hostos cantaram, dançaram, riram e também reflexionaram com o tema que lhes propôs Abracadabra, dedicado a cinco lutadores antiterroristas cubanos presos em território estaduunidense o 12 de setembro de 1998.

“Temos conhecido uma história contada com particular sensibilidade”, expressou a Prensa Latina Gilbert Brownstone, presidente da Fundação homônima, que auspicia este “formoso projeto portador de uma mensagem de amor e justiça”.

“Entre os participantes estavam muitos porto-riquenhos que ignoravam quem são Gerardo Hernández, Ramón Labañino, Antonio Guerreiro, Fernando González e René González. Eles se surpreenderam e se emocionaram”, comentou.

Os Cinco, como são identificados estes homens nas campanhas internacionais por sua libertação, cumpriram a missão de monitorar as ações de grupos anti-cubanos que operam no sul da Flórida.

Amanhã sábado o sítio escolhido é no Harriet Tubman Learning Center, em Harlem, setor norte da ilha de Manhattan.

Na segunda-feira o agrupamento passará uma importante prova quando levarem sua proposta artística à sede de Nações Unidas, a véspera da votação na Assembléia Geral do relatório de Cuba sobre a necessidade de pôr fim ao bloqueio econômico e comercial que por mais de 50 anos impõem sucessivas administrações da Casa Branca contra a nação caribenha.

Tal política unilateral de Washington tem ocasionado perdas superiores aos 975 mil milhões de dólares ao país antilhano, e em outubro do passado ano 187 nações votaram a favor de levantá-la.

(Prensa Latina)

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *

*