Artículos de Fidel Castro Ruz

Reflexões de Fidel »

A esmagadora vitória de Daniel e da FSLN

A esmagadora vitória de Daniel e da FSLN

No mundo atual os problemas são sumamente complexos e difíceis. Porém, enquanto o mundo exista os países pequenos podemos e devemos exercer nossos direitos à independência, à cooperação, ao desenvolvimento e à paz.

Reflexões de Fidel »

A REUNIÃO DO G-20

A REUNIÃO DO G-20

Poderia alguém esquecer que Estados Unidos foi o país que impediu o Acordo de Quioto quando dispunha de um pouco mais de tempo para impedir uma catástrofe com a mudança climática que se está produzindo a olhos vista? Nos dias 28 e 29 do mês de outubro que acaba de transcorrer, houve outra reunião de Chefes de Estados e Governos que integram a Comunidade de Países Ibero-americanos. Entre as calamidades que tiveram que suportar os povos de fala espanhola e portuguesa, está o fato de ser a região do mundo com mais desigualdade na distribuição das riquezas.

Reflexões de Fidel »

O papel genocida da NATO (Quinta parte)

O papel genocida da NATO (Quinta parte)

“Como alguns sabem, em setembro de 1969, Moamar al-Khaddhafi, um militar árabe beduíno de peculiar caráter e inspirado nas idéias do líder egípcio Gamal Abdel Nasser, promoveu no seio das Forças Armadas um movimento que derrocou o Rei Idris I da Líbia, um país desértico quase na sua totalidade e de escassa população, situado ao norte da África, entre a Tunísia e o Egito.”

Reflexões de Fidel »

A FAÇANHA DE GUADALAJARA

A FAÇANHA DE GUADALAJARA

Faço um breve intervalo em minhas análises políticas para dedicar este espaço à façanha dos atletas cubanos nos Décimo-sextos Jogos Esportivos Pan-americanos. Os Jogos Olímpicos e as competições esportivas internacionais que giram em torno a eles, e despertam tanto interesse em milhares de milhões de pessoas, têm uma bela história que não por ultrajada deveria deixar de ser recordada.

Reflexões de Fidel »

O papel genocida da NATO (Quarta parte)

O papel genocida da NATO (Quarta parte)

“Diferentemente do que acontece no Egipto e Tunísia, a Líbia ocupa o primeiro lugar no Índice de Desenvolvimento Humano da África e tem a mais alta esperança de vida do Continente. A educação e a saúde recebem especial atenção do Estado. O nível cultural de sua população é muito alto, sem dúvidas. Seus problemas são de outro caráter. [...] O país requeria abundante força de trabalho estrangeira para levar a cabo ambiciosos planos de produção e desenvolvimento social.”

Reflexões de Fidel »

O Papel genocida da NATO (parte III)

O Papel genocida da NATO (parte III)

“Graças à traição de Mubarak em Camp David o Estado árabe palestino não conseguiu existir, apesar dos acordos da ONU de novembro de 1947, e Israel se tornou em uma forte potência nuclear aliada aos Estados Unidos e à NATO. “O Complexo Militar Industrial dos Estados Unidos forneceu dezenas de milhares de milhões de dólares cada ano a Israel e aos próprios estados árabes por ele submetidos e humilhados.

Reflexões de Fidel »

O PAPEL GENOCIDA DA NATO (SEGUNDA PARTE)

O PAPEL GENOCIDA DA NATO (SEGUNDA PARTE)

“Poder-se-á concordar ou não com o Khaddhafi. O mundo tem sido invadido com todo o tipo de notícias, empregando especialmente os meios maciços de informação. Haverá que esperar o tempo necessário para conhecer a rigor quanto tem de verdade ou de mentira, ou uma mistura de fatos de todo o tipo que, no meio do caos, aconteceram na Líbia. O que para mim resulta absolutamente evidente é que ao Governo dos Estados Unidos não lhe preocupa em absoluto a paz na Líbia, e não hesitará em dar à NATO a ordem de invadir esse rico país, talvez em questão de horas ou muito breves dias.

Reflexões de Fidel »

O PAPEL GENOCIDA DA NATO

O PAPEL GENOCIDA DA NATO

Essa brutal aliança militar tornou-se o mais pérfido instrumento de repressão que seja conhecido na história da humanidade. A NATO assumiu esse papel repressivo global logo depois do desaparecimento da URSS, que tinha servido como pretexto aos Estados Unidos para criá-la. O seu criminoso objetivo foi evidente na Sérvia, um país de origem eslava, cujo povo lutou tão corajosamente contra as tropas nazistas durante a Segunda Guerra Mundial.

Reflexões de Fidel »

AS DUAS VENEZUELA

AS DUAS VENEZUELA

Ontem falei sobre a Venezuela aliada do império onde Posada Carriles e Orlando Bosch organizaram a brutal explosão de um avião de Cubana em pleno vôo, que provocou a morte e o desaparecimento de todos seus passageiros, incluindo a equipe juvenil de esgrima que conquistou todas as medalhas de ouro no Campeonato Centro-americano e do Caribe que foi realizado naquele país, os quais, hoje durante a celebração dos Jogos Pan-americanos na cidade de Guadalajara são lembrados com tristeza.

Reflexões de Fidel »

A vontade de aço (Segunda parte – final)

A vontade de aço (Segunda parte - final)

Quando em 1976 aconteceram os mais graves atos de terrorismo contra Cuba e, de maneira especial, a destruição em pleno vôo da aeronave cubana que decolou de Barbados levando 73 pessoas a bordo – dentre eles, pilotos, comissárias de bordo e pessoal auxiliar que prestava seus nobres serviços nessa linha, toda a equipe juvenil que tinha conseguido todas as medalhas de ouro que eram disputadas no Campeonato Centro-americano e do Caribe de Esgrima; os passageiros cubanos e de outros países que viajavam confiados naquele avião -, os fatos provocaram tal indignação, que na Praça da Revolução reuniu-se por ocasião das honras fúnebres, a mais extraordinária e multitudinária concentração que eu jamais tinha visto e da qual existe testemunho gráfico.