Artigos de Relações Diplomáticas

Notícias »

Gana, a primeira nação da África Subsaariana a ter relações diplomáticas com Cuba revolucionária

Cuba Gana

A República do Gana foi a primeira nação na África Subsaariana a estabelecer relações diplomáticas com Cuba, em 23 de dezembro de 1959 e, posteriormente, houve uma troca histórica entre Fidel Castro e o então presidente do Gana, Kwame Nkrumah. «O Gana está profundamente interessado em fortalecer as relações com Cuba», disse Napoleon Abdulai, embaixador do país africano em Havana, por ocasião do 60º aniversário do estabelecimento de laços diplomáticos bilaterais em 23 de dezembro.

Notícias »

Venezuela rompe relações diplomáticas com os Estados Unidos

Venezuela

«Nosso apoio e solidariedade ao presidente Nicolas Maduro contra as tentativas imperialistas para desacreditar e desestabilizar a Revolução Bolivariana» disse o presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros de Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, perante a interferência do governo dos Estados Unidos que pretende instalar um governo fantoche na Venezuela.

Notícias »

Díaz-Canel recebeu presidente da Liga Parlamentar de Amizade Japão-Cuba

Canel Japón parlamento

O presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros, recebeu na manhã da terça-feira, 18 de dezembro, o senhor Keiji Furuya, presidente da Liga Parlamentar de Amizade Japão-Cuba, quem faz uma visita no contexto das atividades comemorativas pelo 120º aniversário da migração japonesa para nosso país.

Notícias »

O governo dos Estados Unidos busca novos pretextos para destruir relações com Cuba

Embajada usa Cuba

O governo dos Estados Unidos continua em sua campanha de desacreditar Cubabuscar assim novas escusas para entorpecer as relações entre ambas as nações, apesar da aproximação conseguida durante o governo do presidente Barack Obama, afirmou em 29 de novembro Johana Tablada, funcionária do Ministério das Relações Exteriores da Ilha.

Notícias »

O Departamento de Estado usa o visto para afetar as relações diplomáticas com Cuba

MINREX

Nos últimos meses, o Departamento de Estado dos EUA gerou uma nova justificativa para afetar as relações diplomáticas bilaterais, relacionadas ao processo de concessão de vistos diplomáticos e oficiais exigidos pelos funcionários das respectivas embaixadas em Washington e Havana, para o desempenho de suas funções. A manobra consiste em afirmar que Cuba impede a concessão de vistos para os funcionários designados na embaixada dos Estados Unidos em Cuba, o que supostamente dificulta o desempenho dessa missão diplomática.

Notícias »

A razão e a justiça não podem ser bloqueadas

Bloequo

Quando se trata do bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto a Cuba há tantos anos, pareceria que tudo já foi dito, embora a realidade imponha o contrário. Na medida em que se reforçou, provoca mais danos – alguns mais visíveis do que outros – é ratificado como uma política unilateral, produto da irracionalidade e a falta de sentido, trabalho de quem faz a mais flagrante injustiça, forma e estilo de fazer política.

Notícias »

A verdade que eles não querem ouvir

Embajada eeuu caricatura

A objetividade e os resultados científicos confirmam as inconsistências e a retórica política dos Estados Unidos contra Cuba, especialmente em relação aos supostos efeitos sobre a saúde causados ​​aos diplomatas norte-americanos em Havana.

Notícias »

Cuba nunca perpetrou nem vai perpetrar ataques de qualquer natureza contra funcionários diplomáticos ou seus familiares, sem exceção

Bruno conf prensa

Agradecemos a presença dos colegas da imprensa nacional e estrangeira nesta convocação para a entrevista coletiva com a imprensa do ministro das Relações Exteriores de Cuba, companheiro Bruno Rodríguez Parrilla. Encontram-se conosco 60 correspondentes de 31 meios de comunicação estrangeiros, além dos principais meios de comunicação, é claro, da imprensa nacional. Esta conferência, informo-lhes, está

Notícias »

EUA ordena saída de 15 diplomatas cubanos de Washington

embacuba  eeuu

O Departamento norte-americano de Estados ordenou, em 3 de setembro, a saída de 15 diplomatas cubanos da capital dessa nação, uma semana depois de que o governo da Ilha instara a Washington a não tomar decisões antecipadas.