Notícias »

Bolívia assina protocolo de adesão ao Mercosul

Brasília, 7 dez (Prensa Latina) O presidente boliviano, Evo Morales, assinou hoje o protocolo de adesão ao Mercado Comum do Sul (Mercosul) com o qual ficou oficializada a decisão de se incorporar a este bloco regional.

O documento foi assinado, também, pelos presidentes da Argentina, Cristina Kirchner; do Brasil, Dilma Rousseff; do Uruguai, José Mujica; e o ministro venezuelano de Energia e Minas, Rafael Ramírez, todos membros do Mercosul.

Pouco antes, Morales ratificou a vontade política de seu Governo para ser parte deste grupo regional, do qual a Bolívia tem participado em qualidade de estado associado, junto ao Equador, Chile e Peru.

O mandatário do país andino agradeceu o convite realizado pelo Mercosul e a aprovação de sua entrada ao bloco.

No discurso de abertura desta cúpula de presidentes do bloco, a chefa de Estado do Brasil deu as boas-vindas à Bolívia e disse que com a incorporação deste país andino”o Mercosul será mais forte”.

A partir deste momento se inicia um processo de cerca de um ano, durante o qual os parlamentos das nações membros do Mercosul deverão aprovar a incorporação da Bolívia.

Além dos mandatários dos países membros deste grupo, participaram desta cúpula os governantes do Equador, Rafael Correa; da Guiana, Donald Ramotar; do Suriname, Desiré Bouterse, assim como a vice-presidente do Peru, Marisol Espinoza, e os vice-chanceleres da Colômbia, Mónica Lanceta; e do Chile, Alfonso Silva Navarro.

A reunião terminou com a entrega da presidência pró tempore do Mercosul a José Mújica, que se comprometeu a promover o processo integracionista regional.

zp8497586rq